Vem chegando o verão, o calor no coração, essa magia colorida, coisas da vida… Quem dera fosse somente essa magia,  o mês de dezembro remete a férias, verão, sol, praias, piscinas, ou até aquele passeio ao ar livre, coisas muito boas .

Mas como nem tudo são flores, temos que tomar muito cuidado com ele o Sol. A radiação solar é cumulativa ao longo da vida e os primeiros 20 anos são responsáveis por 80% da radiação que o indivíduo recebe na vida. Percebe-se, então, a responsabilidade dos pais na prevenção do câncer da pele de seus filhos.

foto reprodução

Hábitos simples para cuidar da pele:

  • Usar protetor solar todos os dias, em todas as áreas expostas do corpo;
  • Evitar exposição ao sol no horário de pico (10h-16h);
  • Usar boné e chapéu de aba larga para proteger o rosto;
  • Observar o aparecimento de feridas que não cicatrizam, manchas escuras ou nódulos na pele, ou alterações em pintas (aumento, modificação da cor, coceira ou sangramento);
  • Não usar o filtro ao longo da vida pode trazer outras consequências para a pele, como pintas e sardas.

 

foto reprodução

O câncer de pele corresponde a 25% dos cânceres da população mundial. A neoplasia é definida pelo crescimento anormal e descontrolado de qualquer tipo de célula que compõe a derme, logo, podem existir diversos tipos desta doença.

Tamanho e profundidade são fatores importantes para determinar o tratamento do câncer. Em casos pequenos e pouco agressivos, cremes específicos podem ser suficientes para eliminar a lesão. Já os tumores maiores são retirados cirurgicamente e, depois, a área deve ser reconstruída pelo cirurgião.

foto reprodução

Reconstrução de pele por enxerto é a técnica mais utilizada para pacientes lesionados com Câncer de Pele

 

Muitos cirurgiões plásticos costumam realizar todas as etapas de extração deste câncer, principalmente a reconstrução da pele por meio de enxertos. “O enxerto de pele é muito utilizado em pacientes que sofreram graves lesões cutâneas como queimaduras. O procedimento consiste na retirada de um pedaço de pele de uma área doadora do próprio paciente, que é transferida para a área lesionada”, comenta o Dr. Marco Cassol.

A maioria dos cânceres cutâneos está ligada à exposição solar. Dr. Cassol alerta para os cuidados básicos para se evitar o mal: “Ao sair ao ar livre procure ficar na sombra, principalmente entre às 10h e 16h (no horário de verão até às 17h). O uso do protetor solar é indispensável em qualquer estação do ano, com fator de proteção solar (FPS) 30 ou mais”, adverte o médico.

“NOS CASOS DE CÂNCER, OS RETALHOS CUTÂNEOS DEVEM SER A PRIMEIRA OPÇÃO DE RECONSTRUÇÃO A SER CONSIDERADA PELO MÉDICO, POIS CONSERVA TODA A IRRIGAÇÃO SANGUÍNEA DA PELE”, ACRESCENTA.

Grupo de risco
Os dermatologistas chamam atenção da população para os sintomas e grupos de risco que possuem maior disposição para a doença. Eles indicam que, caso o paciente se enquandre em algum dos itens, procure o atendimento gratuito oferecido durante a campanha. Confira a lista:

ABCD do melanoma

Foto reprodução

– Pessoas com casos de pele na família;
– Pessoas que tiveram mais de seis queimaduras de sol durante a vida;
– Pessoas com muitas sardas;
– Pessoas com mais de 50 pintas no corpo;
– Pessoas com pele muito clara, mais propícias a ficar com pele queimada do que bronzeada;
– Pessoas com feridas que não cicatrizam;
– Pessoas com pintas no corpo que mudam de cor ou crescem;
– Pessoas com mais de 65 anos.

#DezembroLaranja explora a linguagem dos corpos

Com o tema “O corpo fala – cuide de sua pele”, a entidade SBD (Sociedade Brasileira de Demartologia) chama a atenção para as causas menos graves de exposição desprotegida aos raios solares, os fotodanos (sardas, rugas, melasmas, queimaduras). Toda a comunicação da campanha é feita por meio de um alfabeto de corpos, formado por modelos contorcionistas. A partir das “letras vivas”, são criadas palavras, que remetem aos possíveis danos causados pelo sol, alertando para a prevenção. A ação faz um alerta ao tipo de câncer mais incidente no Brasil, com 176 mil novos casos ao ano.

Fiquem atentos prevenção e atenção é a melhor solução.

Visitar o site do Grupo Brasileiro de Melanoma – www.gbm.org.br.

Fontes http://www.sbd.org.br/ ,  www.gbm.org.br  e  www.marcocassol.com.br