Quantas vezes nos pegamos pensando se você agrada tal pessoa ou o que ciclano pensa sobre você? Ou então, faz de tudo pra agradar uma pessoa ou um grupo?

Diversas situações nos colocam nesta posição e acabamos tentando ser alguma coisa diferente ou ter reações diferentes. Isso, atrelado ao fato de que muitas vezes somos inseguros nos faz esquecer de certa forma quem somos.

Usar roupas diferentes, cabelos diferentes, ter atitudes diferentes só porque alguém quer, faz mal. Não faz mal pra alguém de fora, mas sim para nós! Acabamos esquecendo nossa essência, nossa realidade e muitas vezes por causa de nada.

Ao decorrer da nossa vida, traçamos nosso caráter, nossos gostos e nosso jeito de ser. Isso é o que torna quem somos, como reagimos a situações e nossa maneira de pensar e, deixar isso tudo de lado por alguém que não vai te fazer crescer como pessoa, não ajuda em nada.

Temos que preservar nosso EU, temos que nos amar da maneira que somos e que as pessoas amem isso. Que amem nosso cabelo liso, bagunçado, crespo, do jeito que ele é; que amem nossas roupas, nossos gostos e nossos pensamentos, mas só podemos exigir isso de alguém a partir do momento em que nos amamos e nos aceitamos.

Que comecemos a nos amar mais e colocar a palavra EU em primeiro lugar, não de maneira egoísta de pensar apenas em si, mas amar a si e praticar isso sempre!