Na gravidez é essencial manter uma alimentação saudável e balanceada, porque o bebê irá precisar dos nutrientes para poder se desenvolver.

Sabemos que esse período é cheio de dicas e conselhos, mas nem sempre certos. “comer por dois” não é bem o que parece. Então não basta apenas sair comendo tudo o que dá vontade, porque além de engordar mais do que o indicado, você pode não estar se alimentando com tudo o que é necessário.

No primeiro trimestre da gestação é muito importante para a mãe e para o feto, pois é sua formação e a mamãe não pode ganhar peso, aliás, não é necessário o ganho de peso, se ela tiver um acompanhamento e seguir as recomendações do seu nutricionista.

A mãe deve-se alimentar com qualidade e não quantidade. A gestante chega ao consultório e diz: “doutora não quero engordar”! Não é bem assim! O normal na gestação é engordar entre 7 e 14 quilos, pois tem peso da placenta, peso das mamas, peso do líquido amniótico… No primeiro trimestre é normal ganhar de 1 a 2 quilos, mas o peso que se deve ganhar na gestação é feito através de uma tabela de IMC, que sua médica ou nutricionista vai calcular.

Este é o único momento mágico na vida da mulher e não se deve pensar em dieta, deve-se alimentar de comida de verdade.

Confira algumas dicas e orientações importantes:

  • Evite cereais refinados: pão, massas, arroz… Dê preferência aos integrais.
  • Evite açúcar refinado e adoçante, prefira o açúcar demerara, mascavo, mel ou xylitol. Para quem não conhece o xylitol ele provém das fibras de vegetais, tem 40% menos calorias e baixo índice glicêmico, o que não aumenta os níveis de açúcar no sangue.
  • Evite doces, bolos, produtos light / diet
  • Evite alimentos processados
  • Escolha legumes e verduras cozidas, evite folhas cruas em lugares desconhecidos, pois podem não ser bem higienizados e transmitir alguma doença para a mãe e bebê.
  • Coma frango, carnes, peixes.
  • Coma frutas

Com substituições saudáveis a mãe e o bebê passarão os nove meses muito bem. O excesso de peso na gravidez pode trazer risco para a saúde da mãe e do bebê como diabetes gestacional, eclampsia, pressão alta então atenção!! Os exageros são proibidos!

Atenção aos “desejos” de grávida, por trás desses “desejos” pode haver uma carência nutricional exemplo: anemia, converse com seu obstetra sobre suas vontades para ele poder investigar ok? Viva seu momento mágico!

Artigo realizado por nossa convidada, Andréa Farah – Nutricionista Clínica – Clínica Vanité

Ela está atendendo na rua Maestro Cardim, 1259, São Paulo/SP
Tel: (11) 3171-3783 / 3251-1128 / 97530-9884
nutriandreafarah@gmail.com