A contação de histórias instiga a imaginação, a criatividade, a oralidade, incentiva o gosto pela leitura, contribui na formação da personalidade da criança, envolvendo as dimensões bio-psico-social, cultural e afetiva. No passado, era uma forma de distrair as crianças, mas hoje vem se configurando como potente instrumento pedagógico, fortalecendo a dimensão educativa do contador de histórias. “Através da Lei Nº 7.287, de 25 de maio de 2016, de minha autoria, o Dia do Contador de Histórias, comemorado hoje (20 de março), passou a fazer parte do Calendário Oficial de Eventos do Estado do Rio de Janeiro”, lembrou o deputado estadual do Rio Waldeck Carneiro (PT/RJ).

Fonte: Edson Corrêa/Divulgação