Alguns anos atrás, ao passar por uma desilusão amorosa, fiz um exercício mental que me abriu os olhos. Imaginei a pessoa em questão e fui apagando cada traço do rosto dele. Primeiro, eu passei a minha borracha imaginária nas sobrancelhas, depois no nariz, na boca, nos olhos e por último, no contorno do rosto. Sabe o que sobrou? Eu. E toda a imagem que construí daquela pessoa. Existe alguém por trás daquilo tudo e que estava escondida, cabisbaixa, chateada e desiludida. Eu criei na minha cabeça um perfil que se encaixava naquele rosto e que não era ele.

A partir disso, refleti muito e criei uma teoria: nós temos inúmeras luzes internas e cada pessoa acende uma lâmpada em você. Gostamos daquela pessoa que enaltece as nossas qualidades, a melhor versão de nós mesmos. Não gosto de fulano porque ele me causa ansiedade e medo. Gosto de ciclano porque ele faz eu me sentir leve, eufórica e otimista. Somos tão narcisistas que gostamos na verdade de nós mesmos. Gosto de me sentir bem e assim, gosto das pessoas que fazem eu me sentir assim.

O amor que sentimos por uma pessoa só existe porque ela nos acende esse sentimento.

É como se cada pessoa regasse uma semente, que mais tarde será uma flor e terá uma cor característica. E essa tese não se resume a relacionamentos amorosos. Acredito que seja a base de qualquer relação.

Ao ler textos falando como e por quem devemos nos apaixonar e o que essa pessoa deve despertar em você para ser considerado ‘amor verdadeiro’, desconfie! E as fotos então? Homens e mulheres que provavelmente estão sendo pagos para estar ali naquele ensaio fotográfico, vestindo roupas estilosas ou apenas exibindo o corpo definido e as tatuagens do momento, vendendo o momento perfeito, com filtro, rebatedor, luz, edição e tudo o que há de bom.

Namore alguém que te tire da rotina … e que também seja uma boa companhia para o dia-a-dia

Namore alguém que te faça ter certezas … mas, do que adianta se você não tiver confiança em você mesmo?

Namore alguém que te faça rir … e que também dê o ombro para você chorar

Namore alguém que sonhe os seus sonhos … e que também tenha os próprios para sonhar

Namore alguém que faça planos com você…e que também execute

Relacionamentos não são simples e cada um é diferente do outro. São únicos, são fruto de uma mistura entre duas pessoas que são sim diferentes. Não há fórmula ou receita de bolo que garanta a paixão eterna. Não há quiz nas Redes Sociais que comprove que vocês nasceram um para o outro.

Jana Romanova
Jana Romanova
Foto: Luã Hernandez / Agência RBS
Foto: Luã Hernandez / Agência RBS

Namore, case, ame, se apaixone, se entregue para aquela pessoa que te faz bem, que te ajude a ser uma pessoa melhor, que acenda em você lâmpadas vivas, únicas, coloridas para que a sua luz brilhe cada vez mais.