Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), órgão da Prefeitura de São Paulo, o inverno na capital paulista registrou 9,3⁰C de temperatura média com sensação térmica de 4,3⁰C durante as tardes de julho, o que resulta no combo: muito frio + vontade de comer doces+ preguiça para manter o ritmo de treinos = maior acumulo de gordura. Haja vontade para queimar tudo isso a tempo de curtir o verão, não é?

Algumas atitudes podem ser benéficas e certeiras para não perdermos a vontade de praticar atividades físicas durante o inverno, vencendo o desejo de ficar a toa com seu cobertor assistindo aquela série favorita.

  1. Descubra seu melhor horário

Há quem tenha mais ânimo logo ao acordar e manter o resto do dia livre para outras atividades diárias, já outras pessoas preferem treinar durante a noite para aliviar a carga de um dia estressante. O ideal é encontrar o melhor período do dia para você, analisando o que melhor se encaixa na sua rotina.

  1. Música animada já!

Pegue seus fones de ouvido e aposte em músicas para acompanhar seu ritmo durante o exercício. Coloque em sua playlist músicas mais animada durante a fase de aquecimento e condicionamento para acompanhar o aumento da sua frequência cardíaca, e músicas mais calmas na hora de desacelerar.

  1. Treine em dupla ou em grupo

Manter por perto pessoas com objetivos próximos aos seus ajuda na motivação e entusiasmo. Se um pensa em desistir, o outro está lá para auxiliar a se manter na linha, além de reforçar laços familiares, amizade e quem sabe descobrir novos amigos. O que não vale são conversas paralelas que tirem sua concentração durante os exercícios.

  1. Diminua o ritmo, mas não pare

Se seu corpo já está adaptado a determinada carga/ritmo de treino, mantenha em mente que é melhor desacelerar e diminuir do que parar por completo. Mesmo que não atinja os mesmos resultados corriqueiros, seu organismo se manterá ativo, o que irá facilitar nos demais dias de treino mais intenso, ou então aumente a intensidade para diminuir o tempo de academia.

  1. Associe as modalidades com diversão

Não treine apenas buscando emagrecer ou ganhar massa muscular, pois isso o fará desistir logo. Existe uma infinidade de opções de exercícios para se fazer na academia, em parques ou até mesmo em casa. Ginástica localizada, yoga, atividades aeróbicas como pular corda, dança, andar de bicicleta… Não faltam opções de escolha. Aliás, isso irá elevar a liberação de endorfina, trazendo uma sensação de prazer e combatendo o estresse, além de ajudar a diminuir o frio!

  1. Respeite seu corpo

Seja qual for a atividade escolhida, respeite suas limitações. Evite as atividades que possam te desanimar ou provocar dor. Acompanhamento de um profissional se faz necessário.

  1. Mais água por favor!

Manter a ingestão de água é de extrema importância já que no inverno temos maior predisposição a cometer o pecado de diminuir o consumo de água, podendo levar a desidratação. Adequar o consumo irá prevenir sintomas como indisposição, tonturas e vertigens, dor de cabeça, pele seca, cãibras, irritabilidade, entre outros. Ande sempre com uma garrafinha com água, ou opte por chás e águas saborizadas. Fuja de refrigerantes e bebidas industrializadas.

  1. Colha os resultados

Seu esforço nunca será em vão. Treinar durante o inverno será revertido em melhores resultados de saúde e estéticos, aumento da imunidade contra gripes e resfriados, uma maior disposição e bom humor.

Conhece mais alguma dica ou truque para escapar da preguiça nos dias de treino? Me conta 🙂