Psicóloga Lizandra Arita aponta qual é o momento exato para interferir na privacidade dos adolescentes

A adolescência é a fase mais conturbada na vida dos pais. É complicado manter os filhos seguros sem invadir suas vidas privadas, principalmente quando se trata de internet, onde todos estão submetidos a qualquer coisa. Perceber sinais estranhos do comportamento dos adolescentes, quais são suas amizades e conversas, e avaliar a hora certa para averiguar o que está se passando na vida dos jovens, estes são os desafios.

Segundo a psicóloga Lizandra Arita, a conversa e a confiança ainda são as principais prevenções para uma vida livre de perigos e paranoias. É bastante plausível que os pais e os filhos adolescentes possam entrar em um acordo para que não haja exageros de ambas as partes. De acordo com a psicoterapeuta, não se pode ultrapassar as barreiras do mundo íntimo do jovem mas, ao mesmo tempo, não podemos deixar com que a segurança dele seja afetada. Invadir a privacidade de maneira excessiva acaba afetando a capacidade de autonomia dos jovens, que estão na fase de transição para criarem suas próprias independências.